Veja essas 6 dicas de como fidelizar clientes na advocacia

Imagem de aperto de mão para ilustrar dicas de como fidelizar clientes na advocacia

Há muitos bons escritórios de advocacia por aí, portanto, realizar um trabalho de qualidade já não é o suficiente para diferenciar a sua empresa. Então, como fidelizar clientes na advocacia?

Conquistar a fidelidade dos seus clientes é fundamental para a sustentabilidade do seu negócio, afinal de contas, quanto mais gente você atender, melhores serão as possibilidades de obter bons resultados financeiros. Além disso, uma pessoa satisfeita tende a trazer outras ao escritório, especialmente porque a advocacia é um trabalho que exige confiança entre as partes e as indicações têm um peso enorme.

Essa é uma missão que demanda muita força de vontade, não é mesmo? A fim de ajudar você, preparamos esse post com boas dicas. Continue lendo e descubra como conquistar e, principalmente, manter clientes no seu escritório!

1. Construa um bom relacionamento

Quando um potencial cliente chegar em seu escritório, trate-o com tanta paciência e respeito quanto você trataria alguém que já lhe rendeu dinheiro. Afinal, nessa área, os ganhos financeiros não são imediatos — é preciso construir uma relação de confiança.

Isto significa ter transparência em todos os sentidos. Em primeiro lugar, não seja o tipo de advogado que ajuíza ações irresponsáveis, sabendo que o envolvido tem pouquíssimas chances de obter algum ganho, pois não está com a razão nem tem provas de suas alegações.

Os advogados que se envolvem neste tipo de processo, comumente chamados de aventuras jurídicas, ficam com uma péssima reputação em seu meio. Além, é claro, de perder o cliente, que perceberá que foi enganado.

Também é muito importante manter seu cliente atualizado e responder todas suas dúvidas da maneira mais compreensível que puder. É preciso tranquiliza-los quanto a ações que demoram muito (as previdenciárias, por exemplo), pois é comum que o cidadão médio desconfie de seu advogado nestes casos.

Para fidelizar clientes na advocacia, é muito importante evitar e aplacar qualquer desconfiança que ele possa ter em relação à sua idoneidade.

2. Trabalhe com celeridade

Não há como fidelizar clientes na advocacia se eles não sentirem que o processo está evoluindo. Para a maioria dos atos processuais, temos quinze dias de prazo. No novo Código de Processo Civil, o prazo passou a ser contado em dias úteis, o que significa por volta de vinte dias corridos. Então, não faça na última hora.

Assim que receber uma publicação intimando-o a realizar algum ato no processo, comece a trabalhar nisso. Se fizer sua parte logo, o andamento processual terá uma duração muito menor, o que significa que você e seu cliente serão beneficiados de maneira mais rápida.

Obviamente, não há só um processo para cuidar; mesmo escritórios pequenos podem lidar com um fluxo bem pesado de trabalho, por isso, é fundamental otimizar sua rotina de trabalho e utilizar ferramentas digitais que auxiliem na compilação de publicações jurídicas.

Utilizar a tecnologia a seu favor é a melhor forma de poupar tempo e esforço em tarefas secundárias, focando-se no que é importante e evitando a perda de prazos. Com isso, você conseguirá entregar um trabalho de melhor qualidade por poder fazê-lo com mais calma.

3. Crie conteúdos para o cliente

Um ótimo diferencial em como fidelizar clientes na advocacia é manter um blog cujos textos respondam as suas principais dúvidas e ensinem a eles um pouco sobre o universo jurídico. Baseie-se nas dúvidas comuns recebidas em seu escritório na hora de elaborar as suas pautas.

Você pode escrever seus próprios artigos, mas o ideal é contratar um profissional ou empresa especializada em marketing de conteúdo, que combinará informações relevantes e técnicas que trarão maior visibilidade à sua empresa, além de manter um fluxo de postagens sem ocupar o seu tempo.

Esta é uma das melhores estratégias pois, além de fidelizar clientes, dando-lhes as informações que eles procuram e fortalecendo a sua imagem como especialista no assunto, o seu escritório também atrai novas pessoas.

Não se esqueça de aliar esta poderosa ferramenta a um serviço de newsletter de modo que os clientes saibam quando houver um conteúdo novo e outras informações relevantes, como participação do escritório em palestras, seminários etc.

4. Tenha uma equipe de apoio

Dar atenção às dúvidas do cliente, ao andamento processual e às demais tarefas essenciais do escritório, como fazer cobranças e pagamentos, parece muita coisa? Sim, porque é!

Sendo assim, é fundamental que, além de ter recepcionista, contador e uma equipe de advogados, você tenha pessoas que possam desempenhar atividades variadas. O ideal para isso é ter estagiários de direito e advogados recém-formados.

Eles poderão encaminhar cartas e ofícios, responder a dúvidas básicas dos clientes, ir ao fórum para olhar processos e protocolar petições, entre outras atividades. Essas são tarefas menores, porém, aliadas ao serviço normal, consomem muito tempo. Explique bem como fazê-las e saiba delegar, de forma que você possa focar-se no que é complexo.

5. Invista no conforto do cliente

Essa é uma dica de ouro sobre como fidelizar clientes na advocacia: um advogado deve tornar a vida deles mais fácil. Seja acessível e ofereça opções — por exemplo, se ele tem uma dúvida simples, que não depende da visualização de nenhum documento, atenda-o por telefone. Qualquer pessoa fica satisfeita em não precisar se locomover para resolver uma questão menor.

Ofereça também a opção de tirar dúvidas por e-mail. Geralmente, são dúvidas pouco complexas, que sua equipe de apoio conseguirá responder, mas que são importantes a quem pergunta.

Não se esqueça do conforto físico: tenha uma sala de espera bem planejada, com assentos confortáveis, água, televisão etc. Esse é o momento para criar uma impressão positiva. Assim, mesmo que seu escritório não fique em uma localização tão privilegiada, os clientes vão querer voltar.

6. Ofereça cortesias

Fazer canetas com o contato gravado é uma ideia clássica que faz com que a pessoa se lembre de você sempre que precisar. Mas é possível ir além, prestando serviços acessórios que são simples para o advogado, mas muito convenientes aos clientes.

Por exemplo, quando seu contratante é uma empresa que lhe proporciona um bom lucro, você pode oferecer serviços relacionados a consultoria jurídica, mesmo que ela tenha um departamento jurídico próprio — nestes casos, o profissional de seu escritório atuará orientando os advogados da empresa em questões diversas.

No caso de pessoas físicas, ofereça suporte — gratuitamente ou a um preço baixo — quando elas forem assinar contratos simples, como de aluguel de imóvel. Certamente a maioria de seus clientes tem muitas dúvidas neste sentido, mas desvendar cláusulas contratuais será uma tarefa fácil mesmo para sua equipe de apoio.

Uma dica final: envolva o seu time na missão de alcançar a fidelização e oriente a todos a lidar cordialmente com os clientes. Além disso, mesmo quando delegar tarefas, acompanhe a execução de tudo para se certificar de que a qualidade está sendo mantida — afinal de contas, é o seu nome que está em jogo, não é mesmo?

Saber como fidelizar clientes na advocacia é saber como ganhar dinheiro e, ainda mais importante, conquistar uma boa reputação. Por isso, essa é uma das tarefas cruciais em um escritório e depende de toda a equipe.

Se você gostou deste post, assine nossa newsletter e receba mais dicas preciosas como estas!

Compartilhar:

Mais artigos

Imagem de notebook aberto ilustrando os números no direito

Jurimetria: os números no Direito

Neste post, falaremos sobre os números no direito para você entender como eles podem ser úteis para o seu escritório ou departamento jurídico.

Veja também

Receba nossos conteúdos gratuitamente!

Não te mandaremos spam!
AD 0333
Share This
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial