Marketing jurídico: confira como melhorar a divulgação do seu escritório

O senso comum pode dizer que marketing e escritório de advocacia não possuem qualquer relação. No entanto, nós sabemos que não é bem assim: como qualquer outra empresa, um escritório precisa conquistar mais clientes e manter uma imagem adequada para o mercado. 

Para isso, existe o marketing jurídico, ou seja, o marketing focado na divulgação da advocacia!

Venha conferir as dicas que separamos para melhorar a comunicação do seu escritório!

Tenha um posicionamento on-line

É impossível manter a visibilidade do negócio sem uma plataforma on-line. Ela precisa ser a ponte (uma delas) entre você e o cliente. 

Por isso, desenvolva um site com informações acerca do seu escritório e que conte um pouco da sua história. Lembre-se: as pessoas gostam de se conectar com as marcas. Se elas souberem como a empresa surgiu, por que foi criada e quais são seus princípios e ideais, confiarão no escritório mais facilmente. 

Além disso, o site pode funcionar como uma plataforma de direcionamento para suas outras páginas on-line: redes sociais, perfis profissionais ou blogs da empresa. 

Cuide da identidade visual 

Uma das primeiras coisas que as pessoas notam (mesmo que de forma inconsciente) em uma empresa é a identidade visual. As imagens têm o poder de provocar sensações que, mais tarde, podem influenciar na decisão do cliente. 

Por exemplo: existe um escritório de advocacia com um logotipo mal desenhado e colorido demais, e outro com um logo profissional e bem pensado para o negócio. Qual dos dois o cliente procurará antes? 

Essa primeira impressão é natural. Todos os elementos de uma imagem ou de um ambiente estimulam determinados sentimentos, que podem ou não ter sido idealizados pelos designers do local. 

Na comunicação, isso é chamado de semiótica. É a área que estuda como os símbolos e signos geram significados, sensações e impressões diferentes nos espectadores. 

Portanto, explore esse poder de persuasão da imagem. No logotipo, nos posts de divulgação, no design do site e até mesmo no próprio escritório — a disposição dos móveis, as cores do lugar e a decoração também influenciam as pessoas. 

Eduque os seus clientes

Um público educado não precisa ser convencido ou persuadido. Ele percebe que tem um problema e sabe que você pode ser a solução ideal. 

Por isso, não hesite em investir no marketing de conteúdo. Crie um blog com posts sobre questões jurídicas que possam ser relevantes para o seu público-alvo, com respostas às dúvidas frequentes acerca do direito e com soluções que o seu escritório pode oferecer para os problemas dos clientes. 

O mais interessante dessa estratégia é a prospecção passiva ou o Inbound Marketing. Você não precisará ir atrás dos clientes, mas os atrairá por meio do conteúdo interessante e relevante. 

Apareça também nas mídias sociais

As redes sociais são plataformas essenciais para estabelecer um contato íntimo e espontâneo com o público. O ideal é que o seu escritório mantenha-se fiel à sua identidade, mas adapte-se às diferentes interações digitais.

Twitter, LinkedIn, Facebook, Instagram… Cada mídia tem o tom certo para a sua empresa e gera diferentes conexões com os usuários. Pense nas relações que você deseja estabelecer com o seu público para decidir quais redes sociais são mais interessantes para os clientes do seu escritório.

Lembre-se de utilizar as mídias sociais apenas como mais uma opção de conexão com o seu público. Não esqueça o profissionalismo e a autoridade no assunto. O que o cliente mais deseja de você é confiança e qualidade na realização do serviço. 

Saiba que marketing jurídico também é marketing pessoal

No marketing jurídico, as aparências contam muito. Afinal, como um cliente o contratará se não acreditar no seu profissionalismo e habilidade para resolver o problema dele? 

É importante, então, investir no marketing local para garantir a boa impressão do seu público. Se puder, patrocine feiras e eventos relacionados ao direito; faça uma contribuição em seminários e palestras para mostrar a sua autoridade no assunto; preste serviços à comunidade para expressar a sua preocupação com o bem-estar da população local. 

No final das contas, com todas essas estratégias, você estará construindo um networking que garantirá sua presença no mercado. As pessoas se lembrarão do seu nome, e a conversão (e fidelização) de clientes pode começar a partir disso. 

Determine o seu público e alinhe as suas estratégias

Quanto mais segmentado e específico for o seu público, mais suas estratégias estarão condizentes com o perfil dele. De nada adianta pensar em um planejamento bem elaborado que não foque características e necessidades específicas, porque assim cliente nenhum se identifica. 

No início, é comum o público ser qualquer um interessado. Mas é importante tentar focar ao máximo seus esforços em um grupo determinado, à medida que o seu negócio se desenvolve. 

Assim, a comunicação se torna mais específica e assertiva, e a conexão com as pessoas é muito maior. Sem contar com a fidelização do cliente: se o seu escritório atende bem e resolve com excelência os seus problemas, não há razão para ele procurar outro advogado.

Não se esqueça de gerir informações

O marketing jurídico não funciona sem um banco de dados. Afinal, não há como elaborar estratégias que precisam atingir o público sem informações a respeito dele ou do escritório. 

A armazenagem inteligente de dados é chamada de Big Data, e é uma tecnologia que reúne e processa informações complexas. É muito útil para análise de resultados de um negócio e, no marketing jurídico, para cruzar e interpretar dados relevantes para a advocacia. 

Você pode também investir em ferramentas e softwares que organizem processos e auxiliem na gestão do seu sistema. Desse jeito fica muito mais fácil trabalhar no dia a dia e investir no marketing jurídico. 

É importante lembrar que o marketing jurídico, como qualquer outro marketing, depende de um planejamento estratégico e da elaboração inteligente feita por uma equipe qualificada. A diferença é que as estratégias normalmente aplicadas à divulgação de um produto ou marca são pensadas para reforçar a qualidade do serviço e a autoridade de um escritório de advocacia.

Se quiser saber mais sobre marketing e tecnologias para a área jurídica, curta nossa página do Facebook

Share This